Fashion Revolution: Quem fez suas roupas

No dia 24 de abril de 2018 fazem 5 anos da tragédia no Rana Plaza em Bangladesh. Esse edifício abrigava diversas confecções que fabricavam para várias marcas de fast fashion de todo o mundo. 1.138 pessoas morreram e muitas outras ficaram gravemente feridas. Esse acontecimento marcou a história da moda e é uma data que deve ser sempre lembrada para que a indústria da moda não repita os mesmos erros que foram cometidos até o momento.

O Fashion Revolution é um movimento global que iniciou após o acidente em 2013 para questionar as marcas quem faz (e como são feitas) as roupas que usamos. Para saber mais sobre o movimento, confira Fashion Revolution e participe dos eventos em todo o Brasil.

Esse ano estamos morando em Vitória e somos representantes do Fashion Revolution aqui, é a primeira vez que a cidade vai receber o movimento e estamos organizando vários eventos muito legais.

Como a proposta do movimento é questionar as marcas, viemos aqui contar para vocês como e quem fez as suas roupas Cobé!

O processo de criação da marca e da coleção tem várias etapas, exige muita criatividade, empenho e tem o seu próprio tempo. Buscamos matérias primas que geram um menor impacto. Muitas vezes não há disponibilidade daquilo que gostaríamos, assim precisamos criar e recriar. Temos aprendido que o processo criativo precisa acontecer a partir do que temos disponível e não ao contrário.

Sobre o nosso processo:

As peças são desenhadas pela Larissa Marouelli, uma das fundadoras da marca. Psicóloga e amante de design, desde criança passa grande parte do seu tempo se inspirando e buscando referências em tudo o que é belo. Não é a toa que as peças são tão incríveis e exclusivas!

Com a matéria prima e modelos definidos, partimos para a criação dos moldes. Essa é uma das etapas mais importantes do processo porque queremos que as peças sejam confortáveis e assertivas. Para nossa primeira coleção trabalhamos com duas modelistas. A Thais de Sousa, professora de Moda no IESB em Brasília responsável pelas peças swimwear, e nossa amiga Lúcia, costureira independente e professora de costura, ficou responsável pelas roupas.

A confecção da linha swimwear foi toda feita em uma pequena confecção em Brasília. Escolhemos essa confecção por conhecer de perto a história e o trabalho deles. Muitas mulheres foram envolvidas no processo de criação dos biquínis, como a Adriana. Ela trabalha há 5 anos na confecção fazendo o corte das peças. Após o corte, as peças vão para a costura. A grande responsável por essa etapa foi a Maria das Graças.

Quem confere a qualidade das peças e etiqueta é a Maria José, Sininho, trabalha há 9 anos na confecção.

Até o momento, nossa linha de roupas e acessórios conta com 3 modelos de roupa e uma bolsa de crochê. Fazemos elas artesanalmente, uma a uma e por demanda, evitando estoque e sobras. As roupas são feitas pela Dora, costureira local que tem o seu próprio ateliê de roupas sobre medida. Para nossa bolsa, contamos com duas artesãs locais, a Eduarda faz crochê como hobby e complemento de renda do seu emprego e a Cleusa, dona de uma loja em que vende artigos de crochê feitas por ela, seu marido e sua família.

 

Temos muitas pessoas importantes e essenciais envolvidas na produção das peças, mas o acompanhamento de perto de todas as etapas do processo por nós duas é fundamental para que tudo tenham os conceitos e valores que idealizamos para a Cobé. Leia mais sobre nós e nossos processos aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10% DE DESCONTO EM SUA

PRIMEIRA COMPRA!

É só inserir seus dados abaixo para receber seu cupom e todas as novidades e lançamento da Cobé

VOCÊ JÁ PODE USAR

O SEU CUPOM!


PRIMEIRACOMPRA


Basta você informar o cupom em seu carrinho ou no momento do checkout para aplicar seu desconto.